login

Atualize seu cadastro

Filie-se

Insônia

A insônia se caracteriza pela dificuldade em iniciar o sono ou em se manter dormindo, sendo que o principal prejuízo é o cansaço durante o dia pelas noites mal dormidas. Pode ser um quadro passageiro, relacionado com algum fato recente, que geralmente melhora espontaneamente. Se o quadro persistir além de um mês e interferir na qualidade de vida, é aconselhável buscar tratamento especializado através de avaliação médica.

 

A insônia pode estar relacionada com uma causa específica: ansiedade, depressão, estresse, dor muscular e/ou articular (artrite, por exemplo), uso de medicamentos, ambiente inadequado (muito barulho, quente demais, colchão ruim, claridade excessiva), etc. Nos casos em que não se relaciona com um fator causal mais evidente, é tida como insônia primária, aquela sem causa bem definida.

 

O tratamento pode ser medicamentoso (indutores do sono, antidepressivos em pequenas doses) em alguns casos, porém, a associação de tratamentos tem apresentado melhores resultados. Os tratamentos alternativos ao medicamentoso incluem higiene adequada do sono, psicoterapia e técnicas de relaxamento.

 

Medicamentos indutores do sono “benzodiazepínicos” são medicamentos utilizados em excesso no Brasil. Este tipo de medicamento deve ser utilizado sob orientação médica e por pouco tempo, uma vez que apresentam rápida tolerância (a dose utilizada deixa de fazer efeito, necessitando doses cada vez mais maiores) e dependência (a retirada tem que ser gradual, pois o organismo acostumou com o medicamento, podendo acorrer síndrome de abstinência se não retirado adequadamente).

 

Além destes cuidados, a qualidade do sono fica alterada com o uso destes medicamentos, passando a dormir mais tempo porém de forma mais superficial, ocorrendo diminuição do sono profundo que é aquele que realmente descansa. Por estes motivos, é muito perigoso se automedicar ou usar comprimidos de parentes e amigos sem orientação médica.

ORIENTAÇÕES PARA HIGIENE DO SONO

Estas orientações podem ajudar a ter melhor qualidade de sono, independente do problema apresentado:

  1. Procure deitar e se levantar em horários regulares todas as noites;
  2. Vá para a cama somente quando estiver sonolento, com sono;
  3. Não use a cama para leitura, ver televisão ou alimentar-se, prefira a sala ou outro ambiente. A cama deve estar relacionada como ato de dormir;
  4. Evite ficar na cama sem dormir. Se necessário levante e faça uma atividade calma até ficar sonolento novamente. Ficar na cama rolando de um lado para outro gera estresse e piora a insônia;
  5. Estabeleça um ritual de relaxamento antes de se deitar; um banho quente, diminuir a luminosidade do quarto enquanto se prepara paea deitar;
  6. Evite uso de álcool e de cafeína pelo menos 6 horas antes do seu horário de dormir;
  7. Não se alimente próximo ao horário de dormir;
  8. Evite cochilos durante o dia; eles atrapalham seu sono à noite.
  9. Procure se ocupar durante o dia, evitando o ócio.
  10. Faça atividades físicas regularmente, porém evite exercícios fortes no final do dia, prefira os períodos da manha ou almoço. No final do dia, os exercícios precisam ser mais leves como alongamento ou caminhadas, e pelo menos 4 horas antes de dormir.

Algumas pessoas naturalmente dormem menos que outras!

Isto não significa ter insônia.

Conheça as Associações do Sono Coligadas:

Associação Brasileira de Odontologia do Sono

Associação Brasileira do Sono

Associação Brasileira de Medicina do Sono - © Todos os direitos reservados.